painel feito com LEDs

EEE Reborn – Painel de LEDs Intermitentes

Os cartazes e símbolos usados nas Semanas Académicas e nas festas dos cursos, geralmente desenhados e construídos por alunos finalistas, têm sido uma constante cada vez mais presente ao longo dos últimos anos. Desta vez, nós, os alunos do primeiro ano, tivémos a iniciativa de criar o nosso próprio cartaz, com o objectivo de representar o nosso curso, atrair potenciais clientes e ao mesmo tempo aventurarem-se pelo mundo das invenções.

A comissão de festas de EEE do primeiro ano pretendia construir um cartaz de LEDs intermitentes, onde seria usado o circuito integrado NE555. Apesar do aspecto ser importante, este cartaz teria ainda que ter uma estrutura leve, de forma a poder ser colocado em sítios de difícil acesso.

O cartaz foi desenvolvido sob uma placa de K-line, um material constituído por uma espuma de poliuretano. A escolha deste deveu-se ao facto de ser leve e firme para suportar o circuito e os LEDs. As letras foram impressas em papel autocolante para uma fácil aplicação na placa.

De forma a proteger o circuito, foi colocada uma “moldura” de esferovite na parte de trás do cartaz, criando assim um suporte que permite isolar o circuito da parede. A estrutura foi finalizada com uma outra placa de K-line que permitia cobrir o circuito.

2.png

O circuito eléctrico é apresentado na figura seguinte:

3.png

O protótipo foi desenvolvido numa breadboard utilizando um circuito encontrado numa das pesquisas iniciais, contudo a este foram adicionados três transístores, que funcionam como interruptores, para que o NE555 consiga controlar todos os LEDs presentes nas várias letras do cartaz.

O modo de funcionamento escolhido para o circuito integrado, foi o modo astável. É também possível controlar a frequência de intermitência alterando os valores das resistências (R1 e R2) e do condensador (C1).

Cada letra é constituída por 52 LEDs (fazendo um total de 156). Em cada letra foram criadas associações em série de 4 LEDs com 2 resistências (1KΩ e 2KΩ), todos os positivos e negativos foram ligados entre si e posteriormente ligado à PCB.

De seguida, com o software EAGLE, fez-se a edição do layout da placa de circuito impresso (PCB), com o resultado exposto na figura seguinte:

4.png

Para a construção da PCB, foi utilizado o método de foto-sensibilização. Este método consiste em imprimir o layout numa folha de acetato ou em papel vegetal, para depois ser sobreposto a uma placa previamente sensibilizada e exposto à luz UV. Por fim foi corroída em percloreto de ferro:

5.png

O circuito é alimentado por um pequeno transformador de 12V DC. Além disso foi construída “uma bateria” composta por 8 pilhas AA (1,5Vx8 = 12V), de forma a permitir o uso deste cartaz mesmo quando não existe a possibilidade de o ligar à corrente eléctrica.

1.png

Leave a Reply