Programador de PICs

Programador de PICs – PicPgm

Enquanto preparamos os próximos workshops, aqui fica um simples e útil mini projecto, um programador de PICs de 40 pinos de muito baixo custo, utilizando a porta série.

Os microcontroladores, desempenham um papel muito importante na electrónica, na medida em que permitem, executar tarefas como: automação e controlo, processamento de sinal, entre outras. A sua utilização é massiva. Existem várias famílias de microcontroladores, designadamente a família PIC (Peripheral Interface Controller) da microchip. Os PICs são populares e muito utilizados, devido ao seu baixo custo e às suas características, que permitem por exemplo ter um baixo consumo, oscilador interno, e ferramentas livres para a sua programação.

Este é um exemplo de um programador que é bastante simples de construir:

esquematico.png

Como se pode verificar pela figura, ao conector DB9, são ligadas apenas 3 resistências de 4.7K para o PIC. Assim de acordo com o esquemático as resistências ligam respectivamente nos seguintes pinos do PIC: MCLR (1), PGC (39) e PGD (40). O pino 8 do conector DB9 liga ao pino PGD (40) do PIC.

É de referir ainda, que o programador opera a uma tensão DC de 5V. Assim, liga-se ao conector de 2 pinos uma fonte de alimentação externa de 5V.

De seguida, com o software KiCad, fez-se a edição do layout da placa de circuito impresso:

pcb-picpgm.png

Iniciou-se a construção física da PCB, começando pela impressão do layout numa folha de acetato. Utilizou-se o método da fotossensibilização e depois a corrosão em percloreto de ferro.

E o nosso programador está pronto a usar! Obteve-se o seguinte aspecto:

picpgm-final.jpg

Para utilizar o programador seguem-se os seguintes passos:

1. Conecta-lo através de um cabo série a um computador com este interface;
2. Depois coloca-se o PIC a programar no socket, por exemplo o 18F4550;
3. Através de um IDE, por exemplo o MPLAB, compõe-se o código desejado para o PIC e gera-se o ficheiro .HEX a ser enviado para o PIC;
4. Através do programa PICPgm por exemplo, faz-se o envio do ficheiro .HEX para o PIC.

E assim temos um novo programador para os PICs de 40 pinos.

Leave a Reply